Arquivo mensal setembro 2018

O que é aneurisma?

O aneurisma é uma dilatação que pode acometer qualquer artéria do corpo, sendo mais frequenta na aorta. A aorta é o maior vaso sanguíneo do corpo, sendo responsável pelo fluxo do sangue que vem desde o coração até os membros inferiores. A dilatação da aorta localizada no abdômen é chamada de aneurisma da aorta abdominal e a localizada no tórax, de aneurisma da aorta torácica.

Quais as causas?

As causas dos aneurismas vêm sendo estudadas e estão relacionadas ao enfraquecimento da parede dos vasos. Em algumas famílias a incidência é maior. Defeitos congênitos também podem levar à formação de aneurismas.

Quais os fatores de risco?

Sexo masculino, idade acima dos 60 anos, aterosclerose, história de aneurisma na família, hipertensão arterial sanguínea e tabagismo.

Como evoluem?

As pessoas com aneurisma da aorta abdominal e torácica geralmente não apresentam sintomas até que o aneurisma rompa ou esteja prestes a romper. Os sintomas sugestivos de aneurisma são: “pulsação abdominal” aumentada e dor na região lombar (nas costas).

Como detectar?

Pelo exame físico de rotina, tomografia ou ecografia abdominal, realizados para investigar outras doenças, ou durante checkup.

Como tratar?

É necessário acompanhamento clínico periódico para controle de alteração no tamanho do aneurisma. Aneurismas com diâmetro entre 5,0 e 5,5 centímetros ou mais devem ser tratados para evitar a ruptura. O risco da ruptura é muito maior que o risco da cirurgia programada para correção do aneurisma. A cirurgia convencional do aneurisma é um procedimento com resultados excelentes. A operação é realizada com uma incisão no abdômen. Já a cirurgia endovascular é um procedimento pouco invasivo, que utiliza uma prótese sintética combinada com stents metálicos. Enquanto a cirurgia endovascular do aneurisma é uma excelente opção para vários doentes, há casos em que a cirurgia aberta convencional é o tratamento mais indicado. O seu cirurgião vascular é o profissional mais indicado a ajudar você a decidir pelo melhor método de tratamento para sua situação em particular.

Fonte: SBACV-RS